“O que a gente tem são velhos hábitos, que ficaram em segundo lugar”, afirma especialista em Segurança do Paciente

Duas últimas lives do Projeto IRAS associaram as infecções à COVID-19

As duas últimas lives realizadas pela equipe do Projeto IRAS (Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde) abordaram as infecções associadas à Covid-19. A primeira delas, que ocorreu no final de março, tratou das medidas restritivas e seus impactos na pandemia da Covid-19: mais infectados, mais mortos e a emergência de uma cepa mais perigosa do SARS-CoV-2. A segunda, que ocorreu no dia 29 de abril, abordou as realidades e os desafios das IRAS associadas à Covid-19.

Para a enfermeira e especialista da Fiocruz, Kleiny Cristo, “O que a gente tem são velhos hábitos, que ficaram em segundo lugar, como a higienização das mãos, dos ambientes, melhorar a circulação dos ambientes, repensar essa vivência, melhorar a cadeia para que o paciente tenha possibilidade de recuperação e uma saída efetiva”, pontua. Ela citou experiências e ações com equipes que lidam diariamente com as IRAS em hospitais na tentativa de reduzir os casos da Covid-19 ou mesmo reduzir a gravidade.

Entre os desafios citados por Keliny estão o cansaço dos profissionais, a reorganização das equipes, dos fluxos, o medo, a necessidade de reorientar as pessoas. “O tempo de retomar os fluxos foi pequeno”, pontua a enfermeira ao se referir à segunda onda.

Isabela Rodrigues, que é enfermeira e presidente da Coordenação de Controle de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde (CCIRAS), do Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB), ressaltou que “as IRAS sempre foram um tema bastante desafiador, porque envolvem questões bastante complexas, envolvem muitos profissionais de saúde. Temos uma atribuição muito importante na definição e divulgação de diretrizes baseadas em evidências científicas”, pontua.

A enfermeira destaca, ainda, que o mundo passa por um momento muito adverso, em que o insumo é finito e, por isso, para que não falte aos profissionais, é preciso organização, para que esses profissionais possam atender de forma segura os pacientes. Ela citou, ainda, os tipos de precaução, como a higienização das mãos, uso de luvas, de avental e de máscaras.

O professor Bruno Campello de Souza destacou, na primeira live, que o importante “são lógicas e evidências científicas. Qualquer coisa fora disso é uma falácia”, afirma. Ele citou periódicos que tiveram que se retratar durante a pandemia, por erros em artigos científicos, estudos que esquecem de associar o passado ao futuro. Além disso, que muitas pesquisas “fazem pressupostos do vírus e da pandemia, pontuando um tempo para a infecção, um tempo de duração, pressupõe quantidade de infectados, probabilidade de transmissão, outras que supõem que certa medida restritiva produz efeito em tempo fixo, que podemos predeterminar. Isso é um erro porque o tempo não é fixo. Existem estudos que comparam diferentes estudos sem contabilizar a localização, sem considerar características genéticas etc”, finaliza.

Confira a live sobre medidas restritivas: https://www.youtube.com/watch?v=EKJ1eKn084M

Confira a live sobre as realidades e os desafios: https://www.youtube.com/watch?v=RYlhh2LY0AU&t=2921s

Assessoria de Comunicação do Projeto IRAS IFG / Ministério da Saúde

Projeto IRAS vai publicar livro com artigos científicos

Expectativa é que a publicação seja disponibilizada ainda neste 1º semestre de 2021

O Projeto Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS) publicará neste ano de 2021 o livro “Infecção Relacionada à Assistência à Saúde: subsídios para assistência segura”, que está na etapa de apreciação da proposta pela editora Atena. A obra conterá 23 capítulos escritos por pesquisadores brasileiros de diferentes instituições.

Entre os temas a serem abordados, destaca o coordenador do projeto, o professor do Instituto Federal de Goiás (IFG), Geraldo Andrade de Oliveira, estão: vigilância e monitoramento das IRAS, segurança do paciente, resistência microbiana, ambientes especializados de assistência à saúde, desafios da pandemia COVID-19, impacto econômico das IRAS, tecnologias para a tomada de decisão e gestão das IRAS. Os capítulos estão finalizados, segundo o professor.

Entre os autores dos capítulos do livro estão pesquisadores da área da saúde e estatística do projeto, bem como expertises convidados de instituições de ensino externas ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás.

A publicação, com expectativa de publicação ainda no 1º semestre de 2021, estará disponível gratuitamente na versão on-line, no formato de e-book. O livro será destinado para profissionais da área da saúde, pessoas que tiverem interesse nas temáticas, bem como gestores de instituições de saúde.

O livro será disponibilizado, entre outros canais, no site do Projeto IRAS: www.projetoirasifg.com.br.

Assessoria de Comunicação / Projeto IRAS IFG – Ministério da Saúde

Live vai tratar das IRAS associadas à COVID-19

No próximo dia 29 de abril, quinta-feira, o Projeto IRAS vai realizar a live IRAS associadas à COVID-19: realidade e desafios, às 19 horas. A atividade será transmitida ao vivo pelo canal do Projeto IRAS no YouTube (www.youtube.com/projetoiras).

A live vai contar com as presenças da palestrante Isabela Rodrigues, que é enfermeira e presidente da  Coordenação de Controle de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde (CCIRAS), do Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB); e da palestrante Kleiny Cristo, enfermeira e especialista em Segurança do Paciente, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A mediadora do bate-papo será a enfermeira e professora da Universidade de Brasília, Paula Hermann.

Aos participantes, não será necessário realizar a inscrição prévia. Apenas para os que querem certificação é preciso se inscrever durante a live, em um link a ser repassado pelo chat do canal.

Link direto da transmissão: https://www.youtube.com/watch?v=RYlhh2LY0AU

Assessoria de Comunicação/ Projeto IRAS IFG – Ministério da Saúde

Projeto IRAS promove palestra sobre medidas restritivas e impactos na pandemia da Covid-19

Transmissão será feita pelo canal do projeto no YouTube: youtube.com/projetoiras

A equipe do Projeto IRAS (Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde) vai realizar na próxima terça-feira, 30, uma palestra on-line sobre Medidas restritivas e seus impactos na pandemia da Covid-19: mais infectados, mais mortos e a emergência de uma cepa mais perigosa do SARS-CoV-2. O evento será realizado das 19 às 20 horas, no canal do projeto no YouTube: www.youtube.com/projetoiras.

O palestrante será o professor Bruno Campello de Souza. Ele é professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE),  mestre e doutor em psicologia cognitiva. É professor do programa de pós-graduação em Administração e do mestrado na mesma área da UFPE. O mediador será o professor  do IFG e coordenador do projeto, Geraldo Andrade de Oliveira.

Mais informações sobre o projeto IRAS, no site: http://projetoirasifg.com.br/

Canal do projeto no YouTube: www.youtube.com/projetoiras

Assessoria de Comunicação Social/ Projeto IRAS IFG – Ministério da Saúde

*O projeto IRAS é realizado com recursos do Ministério da Saúde

Homologação das inscrições para a 2° Turma do Curso de Atualização em Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás (IFG), por meio dos Câmpus Águas Lindas, Goiânia Oeste e Valparaíso, em parceria com o Ministério da Saúde, divulgou o resultado das inscrições da 2° Turma do Curso de Atualização em Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde.

Os profissionais da saúde que têm formação em nível superior ou curso técnico na área da saúde e que se inscreveram no curso de Atualização em IRAS (Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde), podem acessar o resultado da homologação das inscrições clicando aqui.

Sobre o curso

Ofertado na modalidade de educação a distância, o Curso de Atualização em Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde, que possui carga horária de 40 horas, é gratuito e visa atualizar os profissionais da saúde.

Inscrições para 2ª turma do curso de Atualização em IRAS seguem até fevereiro

Capacitação será gratuita e aberta aos profissionais de saúde de todo o país  

O projeto IRAS (Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde) vai realizar a segunda turma de formação em Atualização em IRAS. As inscrições para o curso, que será na modalidade de educação a distância, estão abertas e podem ser feitas por profissionais da área da saúde até o dia 14 de fevereiro.

O curso possui carga horária de 40 horas, com início em 22 de fevereiro, pela Plataforma Moodle do Instituto Federal de Goiás – IFG (https://virtual.ifg.edu.br). A coordenadora do curso é a professora do IFG Charlise Fortunato Pedroso, integrante da equipe do projeto IRAS.

Podem participar profissionais da saúde de todo o país, que já tenham formação técnica ou superior. O objetivo geral do curso, segundo o edital, é “Oferecer aos profissionais de saúde subsídios técnicos e científicos para que possam refletir clínica e criticamente sobre as práticas assistenciais em saúde e aplicar os conhecimentos na detecção, prevenção e controle das IRAS”.

Acesse o edital do curso.

Acesse mais informações.

Faça sua inscrição.

Assessoria de Comunicação do Projeto IRAS IFG / Ministério da Saúde  

Projeto IRAS prevê duas capacitações para 2021

Editais e informações serão divulgadas posteriormente

No próximo ano, ainda no primeiro semestre de 2021, a equipe do Projeto IRAS (Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde) deve realizar dois cursos de formação.

Um deles é o curso de Metodologia Lean aplicada às IRAS. A previsão é de que o curso terá 40 horas, será realizado na modalidade a distância e gratuitamente. O coordenador do curso e ministrante será o professor do Instituto Federal de Goiás (IFG) e integrante do Projeto IRAS, Fabio Francisco da Silva. Ele é engenheiro mecânico, doutor em Gestão e Otimização de Processos.

A outra formação será a segunda edição do curso de Atualização em IRAS. A primeira turma foi ofertada em outubro de 2020 e contou com a presença de mais de 200 inscritos. A previsão é de formação da segunda turma ainda no primeiro semestre de 2021. As informações serão publicadas no site do projeto.

Assessoria de Comunicação do Projeto IRAS / Ministério da Saúde

Curso de Metodologia Lean aplicada às IRAS será lançado em janeiro

O Projeto IRAS (Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde) vai realizar em 2021 a primeira edição do curso (online) de Metodologia Lean aplicada às Infecções relacionadas à Assistência à Saúde. As inscrições serão gratuitas, bem como o curso, e poderão ser feitas a partir de janeiro.

O curso terá um total de 40 horas e será ministrado no primeiro semestre do próximo ano, de março a maio. O coordenador do curso e ministrante será o professor do Instituto Federal de Goiás (IFG) e integrante do Projeto IRAS, Fabio Francisco da Silva. Ele é engenheiro mecânico, doutor em Gestão e Otimização de Processos.

A formação será destinada a profissionais formados em qualquer área do conhecimento, que trabalhem em hospitais ou instituições de saúde e “que tenham interesse em prevenir e combater as IRAS, por meio da identificação de fatores presentes nos processos operacionais relacionados ao cuidado com o paciente e que cooperam para o surgimento dessas infecções”, ressalta o coordenador.

Mais informações serão disponibilizadas em breve no site do projeto IRAS.

Assessoria de Comunicação do Projeto IRAS IFG/Ministério da Saúde

Canal do Projeto IRAS disponibiliza 18 vídeos de diversos temas

Outras ações estão previstas para ocorrerem em 2021, como um novo curso na modalidade a distância

O canal do Projeto IRAS (https://www.youtube.com/projetoiras) disponibiliza à comunidade, principalmente aos profissionais e estudantes da área da saúde, vídeos informativos e explicativos em diversas temáticas. Para acessá-los, bastar clicar no endereço do canal (acima).

Entre os assuntos estão: Prevenção e Controle das IRAS, Dinâmica de Infecções com Surgimento de Bactérias Resistentes a Antibióticos, Ética em Pesquisa com Seres Humanos, Teoria da Decisão em Saúde e outros. Os vídeos são fruto das lives realizadas pela equipe do Projeto e palestrantes convidados, de junho a outubro deste ano de 2020.

Acesse o canal para visualizar os vídeos das lives e também as diversas palestras realizadas no Simpósio IRAS: tecnologias para prevenção e controle: https://www.youtube.com/projetoiras